Coluna do Frank | O chute

Além dos Oscar, a coluna fala também sobre a vitória de ‘Touch Me Not’ no Festival de Berlim.

, por Francisco Carbone

Coluna do Frank | O chute

Além dos Oscar, a coluna fala também sobre a vitória de ‘Touch Me Not’ no Festival de Berlim.

, por Francisco Carbone

Olá pessoal!

Eu tinha pensado em tornar o post dessa semana em celebração da estreia do novo longa de Jennifer Lawrence, ou pra mostrar a Helen Mirren estreando no terror, ou falar sobre os brasileiros que chegam às telonas essa semana, mas é ele né? Vocês vão demorar meses pra voltar a ouvir me falar de Oscar, e a verdade é que o terror foi um fracasso de público e crítica, o filme da JLaw parece que não irá por caminhos diferentes, e os brasileiros não necessariamente são grandes obras de arte. Então se sobrar um espaço na agenda cinéfila, tem esses filmes entrando em cartaz. Afinal, você já viu tudo que está em cartaz e tem chances de prêmio nesse domingo? Duvido. Aproveita que praticamente tudo que concorre ao Oscar desse ano deu as caras (na semana que vem, post polêmico sobre os títulos escondidos do Oscar desse ano e do circuito em geral – aguarde polêmicas! – junto com os vencedores dessa bagaça) e corre pra ficar em dia antes da festa.

Esse ano não será igual aquele que passou, definitivamente. Várias das categorias do Oscar tem diversos filmes com chances reais de levar o prêmio e muita gente deve errar nos bolões por aí. Vamos fazer então minhas apostas em cada categoria com base na corrida e no tanto que já escrevi esses meses aqui no espaço. Vamos as categorias principais?

FILME: ‘A Forma da Água‘ ou ‘Corra!
AMEAÇAS: ‘Três Anúncios para um Crime‘ e ‘LadyBird

DIREÇÃO: Guillermo Del Toro (‘A Forma da Água’)
AMEAÇA: Greta Gerwig (‘LadyBird’)

ATOR: Gary Oldman (‘O Destino de uma Nação’)
AMEAÇA: Daniel Day-Lewis (‘Trama Fantasma’)

ATRIZ: Frances McDormand (‘Três Anúncios para um Crime’)
AMEAÇA: Sally Hawkins (‘A Forma da Água’)

ATOR COADJUVANTE: Sam Rockwell (‘Três Anúncios para um Crime’)
AMEAÇA: Willem Dafoe (‘Projeto Florida’)

ATRIZ COADJUVANTE: Alisson Janney (‘Eu, Tonya’)
AMEAÇA: Laurie Metcalf (‘LadyBird’)

ROTEIRO ORIGINAL: ‘Corra!
AMEAÇA: ‘LadyBird

ROTEIRO ADAPTADO: ‘Me Chame pelo seu Nome
AMEAÇA: ‘Mudbound

ESTRANGEIRO: ‘O Insulto
AMEAÇA: ‘The Square

Além do Oscar, no último domingo se encerrou a versão 2018 do Festival de Berlim, o primeiro dos 3 maiores festivais de cinema do mundo. O prêmio principal foi para o mais polêmicos dos 19 concorrentes ao Urso, o drama experimental e existencial romeno ‘Touch Me Not‘, acima de tudo dirigido por uma estreante, Adina Pintilie, que sai de lugar nenhum para o ponto máximo da carreira logo no primeiro filme; isso é que é estreia. O filme tem forte conteúdo sexual e mostra a vida e as relações entre pessoas diferentes e as diferentes maneiras delas lidarem com o sexo e seus tabus. O segundo lugar também foi feminino e cria de Berlim, a polonesa Malgozarta Szumowska, com uma comédia dramática e toques políticos, ‘Twarz‘. O nosso país saiu do festival recheado de prêmios, principalmente na área LGBTQ. ‘Tinta Bruta‘ e ‘Bixa Travesty‘ saíram consagrados como os melhores filmes da temática nas categorias ficção e documentário, e artista Linn da Quebrada volta pra casa depois de promover um furacão na Alemanha. Os documentários ‘Ex-Pajé‘ e ‘O Processo‘ voltam pra casa também com prêmios, respectivamente dirigidos por Luiz Bolognesi e Maria Augusta Ramos; o segundo é o primeiro de muitas produções abordando os bastidores do impeachment da presidenta Dilma Rousseff a ficar pronto.

Abaixo, a lista de vencedores:

URSO DE OURO – ‘Touch me Not‘, de Adina Pintilie

GRANDE PRÊMIO DO JURI (URSO DE PRATA) – ‘Twarz‘ (Mug), de Małgorzata Szumowska

PRÊMIO ALFRED BAUER (URSO DE PRATA) – ‘Las herederas‘ (The Heiresses), de Marcelo Martinessi

DIREÇÃO (URSO DE PRATA)Wes Anderson , por ‘Ilha de Cachorros’

ATRIZ (URSO DE PRATA)Ana Brun, por ‘Las Herederas’

ATOR (URSO DE PRATA)Anthony Bajon, por ‘La Prière’

ROTEIRO (URSO DE PRATA)Alonso Ruizpalacios and Manuel Alcalá, por ‘Museo’

CONTRIBUIÇÃO ARTÍSTICA (URSO DE PRATA)Elena Okopnaya, por ‘Dovlatov’ (figurinos e direção de arte)

PRÊMIO PARA FILME DE DIRETOR ESTREANTE – ‘Touch me Not‘, de Adina Pintilie

TEDDY BEAR – ‘Tinta Bruta‘, de Filipe Matzembacher e Marcio Reolon (ficção) e ‘Bixa Travesty‘, de Kiko Goifmann e Claudia Priscilla (documentário)

JÚRI ECUMÊNICO: ‘In the Aisle‘, de Thomas Stuber

Na semana que vem, os vencedores do Oscar e tudo sobre a grande noite do cinema do ano.

Até lá!