Coluna do Frank | O Festival do Rio chegou!

Oficialmente 10 dias. Extraoficialmente uma semana. Se tem um período do ano que qualquer cinéfilo carioca mais espera é mais um Festival do Rio.

, por Francisco Carbone

Coluna do Frank | O Festival do Rio chegou!

Oficialmente 10 dias. Extraoficialmente uma semana. Se tem um período do ano que qualquer cinéfilo carioca mais espera é mais um Festival do Rio.

, por Francisco Carbone

Olá pessoal!

Oficialmente 10 dias. Extraoficialmente uma semana. Se tem um período do ano que qualquer cinéfilo carioca mais espera, é exatamente o período que se inicia exatamente agora, quando hoje se iniciam as atividades de mais um Festival do Rio. Esse ano são mais de 250 filmes de mais de 60 países diferentes que fazem um mapeamento de tudo o que aconteceu nos melhores e principais festivais de cinema no mundo em 2017, incluindo os vencedores de quatro dos cinco maiores:

  • Urso de Ouro (Berlim): Corpo e Alma, de Ildiko Enyedi
  • Leopardo de Ouro (Locarno): Senhora Fang, de Wan Bing
  • Leão de Ouro (Veneza): A Forma da Água, de Guillermo Del Toro
  • Concha de Ouro (San Sebastian): Artista do Desastre, de James Franco

A FORMA DA ÁGUA – GUILLERMO DEL TORO

Faltou somente a Palma de Ouro, que foi pra Mostra de São Paulo. E é justamente um deles, o vencedor de Veneza, que abre a programação hoje em sessão dupla, primeiro para convidados e uma sessão especial às 00:00 com renda revertida para as vítimas do terremoto no México, no tradicional Odeon. O filme de Del Toro é uma fantasia passada nos anos 50 já favorita ao Oscar e com um olhar sobre a segregação que reflete muito o nosso tempo. Todos os outros três vencedores são filmes que desconstroem seus protagonistas em olhares mais humanistas, reescrevendo suas histórias e realizando catarses através de novas perspectivas.

ME CHAME PELO SEU NOME – LUCA GUADAGNINO

Dentre as outras atrações, somos apresentados ao melhor do cinema no mundo. De Sundance vem o romance ‘Me Chame pelo seu Nome‘, de Luca Guadagnino e de Cannes vem o vencedor do Grande Prêmio do Júri ‘120 Batimentos por Minuto‘ de Robin Campillo, ambos as experiências mais importantes no audiovisual no ano para a causa LGBT, ambos com enormes chances nas próximas premiações. Também muito aguardados, os filmes ‘Em Pedaços‘ e ‘Hannah‘ premiaram suas protagonistas em Cannes e Veneza (respectivamente Diane Kruger e Charlotte Rampling) e deverão contar com seus cineastas na cidade. A Premiere Latina trás entre outros ‘Alanis‘, que acaba de ter sua diretora e sua protagonistas premiadas em San Sebastian.

RODA GIGANTE – WOOD ALLEN

O filme ainda terá sessões exclusivas de filmes que acabaram de passar pelo mundo como ‘Zama‘ de Lucrécia Martel co-produzido pela Bananeira Filmes da nossa Vânia Catani, ‘Last Flag Flying‘ que é o novo do sensacional Richard Linklater, as pré estreias dos incríveis ‘Bom Comportamento‘, ‘O Formidável‘, ‘Doentes de Amor‘ e na noite de encerramento a diretora do festival Ilda Santiago conseguiu um presente para a cidade, a segunda exibição mundial de ‘Roda Gigante‘, simplesmente o filme novo de Woody Allen que está carimbando passaporte para a Academia ano que vem graças a sua protagonista Kate Winslet. Isso tudo e mais outros 200 filmes estarão disponíveis na cidade até o dia 18, quando termina a tradicional repescagem do Festival.

Vamos com as estreais deste fim de semana. E você já sabe, no nosso canal do YouTube tem Thiago Arzakom e eu falando sobre os filmes abaixo e também sobre o Festival do Rio. Então, antes de ler, vem assistir a gente!

Já no quadro de estreias, o circuito não está brincando e joga nas telas mundiais um dos filmes mais esperados dos últimos anos: ‘Blade Runner 2049‘. O diretor Denis Villeneuve vem do ultra sucesso ‘A Chegada’ (que o levou até o Oscar passado) e conta esse novo capítulo pensado e desenvolvido há tantos anos a partir do original de Ridley Scott baseado na obra de Philip K. Dick. Sempre foi pensado numa continuação desse que é um dos maiores clássicos da ficção científica de todos os tempos, e finalmente parecem ter encontrado o nome a altura do projeto. O filme já foi visto pela crítica estrangeira, que o classificou de novo clássico, um dos grandes filmes do ano e alguns mais ousados trataram inclusive de chamá-lo de superior a versão de 82. Nas telas, a cara nova Ryan Gosling encontra o Rick Dekkard de Harrison Ford para tentar solucionar novos mistérios em relação a Tyrrell Corporation e sua criação de replicantes perfeitos. Simplesmente um programa obrigatório para qualquer amante do cinema.

A outra super pedida ampla da semana é a comédia nacional ‘Chocante‘, que pega carona em momento muito bem vindo de busca pelo flashback dos 80 e 90, mostrando como uma boyband brasileira de sucesso de 25 anos atrás acabou depois sucesso explosivo, e hoje os adolescentes de outrora viraram Bruno Mazzeo, Bruno Garcia, Lúcio Mauro Filho e Marcus Majella, num filme que brinca com a cultura das celebridades e da busca por ela que pode escravizar a todos nos tempos de hoje. Além do quarteto que arrasta multidões e protagoniza o filme, entre os coadjuvantes temos simplesmente Tony Ramos como o empresário da banda e Débora Lamm em mais uma implacável interpretação. O filme é mais um candidato a blockbuster num ano em que poucos se tornaram um e a produção tenta cruzar ao menos os 500 mil espectadores, quando em outras épocas o milhão era a meta. Boa sorte.

Na semana que vem mostramos os grandes nomes com a qual a Mostra de São Paulo vai tentar contra atacar o Festival do Rio e um mar de estreias pra vocês.

Até lá.