Leitores em série | Ficou Só Na Promessa

Ás vezes só o talento não é o suficiente.

, por Laura Vidaurreta

Leitores em série | Ficou Só Na Promessa

Ás vezes só o talento não é o suficiente.

, por Laura Vidaurreta

O grande sonho de todo aspirante a ator é estrelar um filme de sucesso. Aquele filme de arte que é ovacionado no Festival de Cannes, ou o sucesso de crítica queridinho do Oscar, ou quem sabe aquele blockbuster cheio de aventura, que rende milhões para o estúdio e o transforma no próximo astro dos filmes de ação. Esse é o desejo de 10 entre 10 atores.

E não existe vitrine melhor para um ator ser descoberto do que uma série de TV. Desde sempre a televisão tem servido de trampolim para impulsionar carreiras e lançar atores ao estrelato. Um grande exemplo disso é o ator George Clooney. O ator tem alguns trabalhos prévios na televisão, mas foi na pele do pediatra Doug Ross, em E.R., que Clooney explodiu. Após cinco temporadas, o ator deixou a série e seguiu sua carreira no cinema, emplacando sucessos como Um Drinque No Inferno, Onze Homens e Um Segredo e Syriana, que lhe rendeu um Oscar de Melhor Ator Coadjuvante.

Por falar em Oscar, outra atriz que saiu de uma série de TV, direto para o maior prêmio do cinema americano foi Helen Hunt. Helen ganhou notoriedade com a série Mad About You, uma comédia romântica super gostosinha, que foi ao ar entre 1992 e 1999. E foi dando vida à Jamie Buchman, que a atriz ganhou um Globo de Ouro, um Screen Awards e um Emmy. Se na telinha, Helen é um sucesso absoluto, na telona a história também se repetia. Twister, Do Que As Mulheres Gostam, Náufrago e A Corrente do Bem, foram alguns dos sucessos da atriz. Mas a cereja do bolo veio com Melhor É Impossível, ao lado de Jack Nicholson, onde levou pra casa um Oscar de Melhor Atriz.

Chris Pratt é outro excelente exemplo disso. Antes mesmo de Parks And Recreations, Chris participou da série Everwood, onde vivia o irmão de Emily VanCamp, nossa eterna Emily Thorne. Hoje Pratt é um verdadeiro astro de cinema, além do Universo Marvel, o ator também está na franquia Jurassic Park. Michelle Williams é outra que saiu de Dawson’s Creek direto para as graças dos críticos de cinema, recebendo, inclusive, quatro indicações ao Oscar, como os filmes O Segredo de Brokeback Mountain, Namorados Para Sempre, Sete Dias Com Marilyn e Manchester À Beira Mar.

Mas nem todos que deixam a TV e seguem para o cinema têm o sonho de se tornarem astros, existem também aqueles que sonham em trabalhar por trás das câmeras. E foi exatamente o que John Francis Daley fez. John estreou na TV na série Freaks & Geeks, ao lado de nomes como James Franco, Seth Rogen e Jason Segel. Com o cancelamento prematuro da série, o ator se aventurou por outras produções, até conseguir o papel de Lance Sweets, em Bones, onde ficou por sete temporadas. Com sua saída da série, Daley resolveu seguir sua verdadeira vocação: escrever e dirigir. Como roteirista, John assina sucessos como Quero Matar Meu Chefe, Férias Frustrada e Homem Aranha: De Volta Ao Lar. E como diretor, além de Noite de Jogos, que estreia esse ano, John dirigirá o Flashpoint, para o universo DC da Warner.

De fato, a televisão é uma excelente plataforma para lançar novos talentos com potencial para se tornarem grandes estrelas de cinema. O problema é que a maioria fica só na promessa. Quantas vezes você já não ouviu que o ator tal daquela série que você gosta vai ser o próximo Will Smith? Ou aquela atriz de sitcom que tem tudo para seguir os passos da Allison Janey? Mas que no final das contas, acabou ficando só na promessa?

Hoje nós vamos conhecer alguns atores que tinham tudo para brilhar, mas que acabaram ficando pelo meio do caminho.

 

Nina Dobrev – The Vampire Diaries

Vamos lá, você pode até não gostar de The Vampire Diaries, mas que o talento de Nina Dobrev se destacava nas tramas vazias da série, isso era inegável. Nina entregava performances de alto nível, dando nuances e camadas diferentes para cada uma das 725 personagens que interpretava (mentira, eram só três…rsrs).

Então, quando a atriz anunciou sua saída da série, para investir do cinema, (clique aqui para saber mais) nós ficamos esperando que o sucesso se repetisse. Mas não foi o que aconteceu. Nina emplacou fracasso atrás de fracasso como a comédia de horror Terror nos Bastidores, o suspense Além da Morte, remake do filme Linha Mortal, com Julia Roberts e Kevin Bacon, e o blockbuster xXx: Reativado, ao lado de Vin Diesel. Um detalhe: o Neymar faz uma participação no filme.

Nina ainda tem mais quatro filmes em estágio de pós-produção, mas o cenário não é lá dos melhores, já que a atriz anunciou sua volta à TV com a série Fam, do canal CBS. Se quiser saber um pouco mais sobre a nova série da atriz, clique aqui.

 

Chad Michael Murray – One Tree Hill

No início dos anos 2000 não tinha pra mais ninguém, Chad Michael Murray era o nome do momento. Depois de dar vida ao playboy Tristin Dugray, em Gilmore Girls, Chad viu sua carreira deslanchar. Antes mesmo do final da primeira temporada de Gilmore Girls, o ator já havia descolado um papel em Dawson’s Creek, vivendo o mulherengo Charlie Todd. Mas o melhor ainda estava por vir.

Depois de tantas participações de sucesso em produções da casa, Chad conseguiu mais um papel dentro da CW, dessa vez como protagonista. Em setembro de 2003 estreava One Tree Hill, com Chad no papel de Lucas Scott. E o sucesso das telinhas se refletiu também nas telonas. Chad estrelou filmes como Sexta Feira Muito Louca, A Nova Cinderela e A Casa de Cera. Tudo caminhava para que o ator se tronasse o novo queridinho de Hollywood.

Mas a maré de sorte do ator começou a mudar em 2009, quando a atriz Hilarie Burton pediu para deixar a série, o que resultou na saída de Chad também. Para saber mais sobre essa confusão, clique aqui. Bem, depois de sua saída da série, o ator não emplacou mais nenhum trabalho de grande repercussão e acabou passando um bom tempo longe dos holofotes. Seu último trabalho de destaque foi na série Marvel’s Agent Carter. Mas o ator não parece muito incomodado com a falta de visibilidade, já que se recusou a participar do revival de Gilmore Girls da Netflix.

 

Katherine Heigl – Grey’s Anatomy

Eu sei o que você tá pensando. Apontar os fracassos da Katherine Heigl de novo é tipo chutar cachorro morto, mas não tem como fazer uma coluna com esse tema e não falarmos dela, não é?

Apontada como a nova Sandra Bullock, Katherine emplacou sucessos como Par Perfeito, Vestida Para Casar, Ligeiramente Grávidos e Juntos Pelo Acaso. Mas então a treta de Grey’s Anatomy aconteceu e tudo foi por água abaixo. Temperamento difícil, atrasos, atritos com a produção e declarações polêmicas ajudaram a afundar de vez a promissora carreira da atriz. A própria Katherine admitiu sua parcela de culpa em toda essa confusão. Para saber mais sobre os problemas da atriz, clique aqui e aqui.

Mas apensar de tudo, fica aqui a nossa torcida para que a atriz dê a volta por cima.

 

Taylor Kitsch – Friday Night Lights

Aclamada pela crítica, Friday Night Lights criou uma base forte de fãs fiéis, e com um elenco jovem e talentoso, era mais do que normal se esperar que alguns nomes alcançassem seu lugar ao sol em Hollywood. A maior promessa era o ator Taylor Kitsch, que vivia Tim Riggins, uma das estrelas da série, e que emplacou um filme atrás do outro, após o final da série.

O grande problema é que Kitsch parece ter o dedo podre, pois praticamente todos os filmes que ele estrelou foram absolutos fracassos de bilheteria e crítica. Aqui alguns exemplos: X-Men Origens: Wolverine, John Carter: Entre Dois Mundos, Battleship: A Batalha dos Mares, Selvagens e O Grande Herói. É sério, o nome do ator virou sinônimo de flop.

Nem mesmo as produções de TV escaparam da maldição. Sucesso de público e crítica em sua primeira temporada, a série True Detective perdeu qualidade consideravelmente em sua segunda temporada, que contava com Taylor no elenco. Coincidência?

 

Elenco de Glee

Olha, eu não sei nem por onde começar com esse aqui. Se tinha um grupo de atores que tinha tudo para se consagrar em Hollywood, era o elenco de Glee. Em sua primeira temporada, Glee virou um verdadeiro fenômeno nos EUA e no mundo. Aonde ia, o elenco arrastava multidões e conquistou, com talento e carisma, uma verdadeira legião de fãs. Todo mundo fala sobre Glee.

Mas afinal de contas, o que aconteceu? Tudo! Desde brigas nos bastidores, passando por drogas, até escândalos sexuais. Lea Michelle, a estrela da série, se aventurou no cinema com o filme Noite de Ano Novo, mas passou despercebido. Ela ainda ensaiou sua volta à TV na antologia Scream Queen e, depois, na série The Mayor. Ambas canceladas.

Dianna Agron, a Quinn Fabray, estrelou Eu Sou o Número Quatro e A Família, ao lado de Robert De Niro e Michelle Pfeiffer, ambos sem grande visibilidade. Atualmente a atriz está investindo em filmes independentes. Fora algumas participações especiais aqui e ali, Chris Colfer, o Kurt, parece disposto a investir mesmo na carreira de escritor. Chris lançou uma série de seis livros intitulada Terra de Histórias. Quem também escreveu um livro, mas biográfico, foi Naya Rivera, a Santana. No entanto, a atriz ganhou mais notoriedade graças a escândalos pessoais envolvendo sua vida amorosa e profissional. Clique aqui pra saber mais.

Tirando uma temporada no Dancing With The Stars, Amber Riley, a Mercedes, não fez mais nada de destaque na TV. O mesmo acontece com Matthew Morrison, o Sr. Shuester, que tirando o filme O Que Esperar Quando Se Está Esperando, em 2012, fez uma pequena participação na temporada atual de Grey’s Anatomy. Kevin McHale (Artie), Jenna Ushkowitz (Tina), Chord Overstreet (Sam) e Heather Morris (Brittany) também não tiveram nenhum trabalho de grande relevância, e sumiram dos holofotes.

Porém, os dois destinos mais tristes são os de Cory Monteith e Mark Salling. Intérprete do quarterback Finn Hudson, Cory faleceu em julho de 2013 em decorrência de uma overdose de heroína. A morte do ator pegou todos de surpresa e deixou os fãs de coração partido. Já a história de Mark Salling é ainda mais tenebrosa. O ator foi preso em dezembro de 2015, por posse de pornografia infantil. Em outubro de 2017, o ator se declarou culpado das acusações e esperava receber uma pena de sete anos de prisão, além de ser fichado como agressor sexual pro resto da vida. Mas a história teve um fim trágico. Em janeiro desse ano, o ator foi encontrado morto em um rio nas proximidades de Los Angeles. Poucos dias depois a polícia confirmou que a causa da morte foi suicídio.

Para não encerrarmos essa coluna com esse clima sombrio, dois atores de Glee parecem ter escapado da maldição. Além de substituir Neil Patrick Harris na peça Hedwig and the Angry Inch, na Broadway, Darren Cris também estrelou a segunda temporada de American Crime Story: Versace, no papel de Andrew Canunan, assassino do estilista Gianni Versace. Já Harry Shum Jr. está no ar com a série Shadowhunters, onde vive o feiticeiro Magnus Bane, também conhecido como parte de um dos ships mais amados da atualidade, o Malec.

E pra você, qual dessas promessas deixou mais a desejar? Quem ainda tem chance de explodir? Deixe seu comentário!