Leitores em série | Rindo Para Não Chorar

Leitores em série | Rindo Para Não Chorar

Poucas coisas são tão boas, depois de um dia estressante, do que chegar em casa, ligar a televisão e assistir uma boa série de comédia. Uma sitcom com boas piadas, tiradas sarcásticas e situações cotidianas encaradas de maneira leve e cômica. Mas, da mesma maneira em que as séries de drama, ás vezes, têm umas […]

, por Laura Vidaurreta

Poucas coisas são tão boas, depois de um dia estressante, do que chegar em casa, ligar a televisão e assistir uma boa série de comédia. Uma sitcom com boas piadas, tiradas sarcásticas e situações cotidianas encaradas de maneira leve e cômica. Mas, da mesma maneira em que as séries de drama, ás vezes, têm umas tiradas engraçadas, como Grey’s Anatomy, a falecida Lúcifer, e até mesmo Game of Thrones, as séries de comédia também têm seus momentos mais sérios, e até mesmo, dramáticos.

Uma das comédias que mais sabe equilibrar os dois lados da moeda é Mom. A sitcom de Chuck Lorre trata de um assunto pesado, como dependência química e alcoólica, de maneira leve e engraçada, mas quando precisa falar mais sério, a série nunca deixa a desejar, como a morte de Jodie por overdose, que foi um baque para os personagens e para os espectadores.

A novata Young Sheldon, que trata sobre a infância peculiar de Sheldon Cooper, também já entregou um episódio um pouco mais sério, quando George sofre um enfarte e mobiliza toda a família, que teme em perder seu patriarca. Não chegou a ser um episódio dramático, a ponto de nos fazer chorar, mas já mostrou o que podemos esperar mais pra frente, pois em The Big Bang Theory, Sheldon já comentou várias vezes os problemas conjugais dos pais, como quando ele entrou no quarto dos pais e viu o pai com outra mulher na cama (razão para ele sempre bater três vezes na porta), e a morte de seu pai, quando o garoto tinha nove anos. Ainda não sabemos como a série vai abordar todas essas questões, mas se os roteiristas seguires a risca as lembranças do físico, podemos esperar um bom drama pela frente.

Mas hoje nós vamos lembrar alguns episódio de séries de comédia, que nos fizeram chorar, ou que, ao menos, nos deixaram com um nó na garganta. (A não ser que você esteja morto por dentro… brincadeira).

 

Friends – Mônica e Chandler não podem ter filhos

Friends é a comédia mais amada pelos fãs e uma das séries mais importantes da história da TV americana. Durante suas 10 temporadas, não houve um só episódio em que a série não nos fizesse gargalhar. Até mesmo quando Rachel e Ross terminam, dá pra dar umas boas risadas de Monica, Chandler, Phoebe e Joey “presos” no quarto de Monica, ouvindo toda a conversa.

Outra coisa excelente que a série produziu foi o casal Monica e Chandler, que formaram um dos melhores casais de todos os tempos. Os dois foram feitos um pro outro. Além de melhores amigos, eles eram aquele casal que afloravam o que havia de melhor um no outro. Então, quando os dois resolveram que era hora de aumentar a família, os fãs comemoraram. Durante grande parte da nona temporada, o casal tentou engravidar de qualquer jeito, até o episódio 21, quando, após um teste de fertilidade, os dois descobrem que não podem ter filhos.

A revelação foi um choque para o casal e para os fãs. O episódio termina com um abraço entre os dois, e uma legião de fãs com o coração partido.

 

The Big Bang Theory – Morte da Mãe do Howard

No dia 11 de novembro de 2014, a atriz Carol Ann Susi faleceu, aos 62 anos, em decorrência de um câncer. Você pode não conhecer o rosto da atriz, mas sem dúvida conhece sua voz, já que Carol dava a voz à Sra. Wolowitz, a mãe de Howard, em The Big Bang Theory. E como Carol era insubstituível em seu papel, a produção resolveu dar o mesmo destino à sua personagem.

Então, em fevereiro de 2015, foi ao ar o episódio “The Comic Book Store Regeneration”, quando Howard recebe a notícia que sua mãe, que estava de viagem na casa de uma tia, foi tirar um cochilo e não acordou mais. Durante toda a série, como um bom clichê judeu, Howard brincava com o dia em que a mãe morreria e pararia de perturbá-lo, mas quando a brincadeira se tornou realidade, não foi só o rapaz que sentiu, todos os seus amigos entraram em luto. Ao final do episódio, enquanto Howard e Bernadette seguem para resolver as questões práticas, os amigos se reúnem na sala de Leonard e Sheldon e dividem suas lembranças da Sra. Wolowitz. O episódio termina com Leonard propondo um brinde “À Sra. Wolowitz, uma mãe amorosa, para todos nós.”

 

Sex And The City – A Mãe do Steve tem Alzheimer

Sex And The City completa 20 anos de sua estreia esse ano (ainda teremos uma coluna sobre isso), e é percussora no emporamento feminino. A série, que girava em torno de quatro amigas com personalidades bem diferentes, cativou o público, em especial o feminino, por mostrar temas que, até então, eram tabu. Entre as personagens, havia Miranda, a mais prática e cética em relação aos homens e relacionamentos. Miranda era uma mulher independente, e passou grande parte da série sozinha, por conta de sua personalidade forte e intimidadora. Até o dia em que a brilhante advogada conheceu Steve Brady e, após um breve relacionamento, Miranda engravidou.

Após um longo debate interno sobre ter, ou não, o bebê, Miranda dá a luz a um menino, mas continuou a lutar para manter sua vida independente. Depois de muitas idas e vindas, Miranda e Steve acabam se casando, mas o ponto de virada para a mulher foi quando a mãe de Steve é diagnosticada com Alzheimer e Miranda decide que a sogra virá morar com o casal. Em um dos episódios mais tristes, após a sogra desaparecer, Miranda a encontra comendo uma fatia de pizza que estava no lixo. A advogada leva a sogra pra casa e dá um banho de banheira na senhora. No final do episódio, Magda, empregada de Miranda, se aproxima da mulher que sempre renegou o amor e diz “O que você fez hoje é amor. Você sabe amar.” E lhe dá um beijo na testa.

 

How I Met Your Mother – Morte do Pai do Marshall

Assim como Mom, How I Met Your Mother também sempre dosar muito bem momentos cômicos com momentos comoventes. Grandes exemplos disso são os episódios em que Barney descobre que seu verdadeiro pai, além de não ser quem ele pensava que fosse, ainda tem uma família e um filho, com quem ele fez tudo que deveria ter feito com o rapaz. Em um momento de revolta, Barney resolve levar a tabela de basquete que o pai tem no quintal e onde brinca com o filho que ele assumiu. Outro episódio de partir o coração foi quando Robin descobre que não pode ter filhos. Grande parte do episódio nos leva a acreditar que, assim como Ted, Robin está falando com seus futuros filhos, até que vem a revelação de que, na verdade, a moça está sozinha num parque.

Mas foi no episódio “Bad News”, que nossos corações se partiram de vez. Após um tempo tentando, sem sucesso, engravidar, Marshall e Lily procuram um especialista. Com uma contagem regressiva de 50 até 1, o episódio prometia uma má notícia no final, e todos esperavam que fosse o fato do casal não poder ter filhos. Mas quando Marshall recebe notícias boas do médico e deixa o bar para ligara para a esposa, a contagem chega a 1 no momento em que Lily sai do taxi e revela que o pai de Marshall sofreu um ataque cardíaco e não resistiu.

Da mesma maneira que, abraçado à esposa, Marshall diz que não está pronto pra isso, nós também não estávamos.

 

Um Maluco No Pedaço – Will é abandonado pelo pai novamente

Agora é difícil encontrar um momento em todas as comédias, que seja mais devastador do que esse. Com as séries citadas acima, Um Maluco no Pedaço já teve sua parcela de drama, com Will dando um choque de realidade no primo, ao dizer que eles só foram abordados pela polícia porque eram negros em um carro caro, ou quando Carlton resolve comprar uma arma, após Will ser baleado num assalto, ou quando Carlton acidentalmente toma drogas que estavam no armário de Will, o que o faz ser internado. Will confessa o erro e se desculpa com a família.

Mas nenhum momento foi mais marcante do que o momento em que Will descobre que o pai o abandonou novamente. Após reaparecer depois de anos, Lou prometendo mundos e fundos, mas no fim das contas acaba abandonando o filho de novo, mas não antes de ouvir um belo sermão do Phill. Mesmo devastado, Will tenta ser forte e desabafa com o tio, mas no final, acaba desabando em uma das cenas mais tristes e emocionantes de uma sitcom.

 

E pra vocês, qual a cena em uma série de comédia que mais te emocionou? Conta pra gente!