Leitores Em Série | Vendo Dobrado

Um ator, vários personagens.

, por Laura Vidaurreta

Leitores Em Série | Vendo Dobrado

Um ator, vários personagens.

, por Laura Vidaurreta

Pode ser interpretando gêmeos, manifestações da várias personalidades ou clones, para muitos atores, a chance de interpretar vários personagens em um mesmo filme, série ou novela pode uma grande oportunidade, mesmo que desafiadora.

Em fevereiro de 1993 o Brasil parou para conhecer as gêmeas Ruth e Raquel, na estreia da novela Mulheres de Areia. Por mais que Glória Pires não fosse a primeira atriz brasileira a dar vida à gêmeas na televisão brasileira(o ator Tony Ramos interpretou os gêmeos Quinzinho e João Vitor na novela Baila Comigo, de 1981), sua interpretação das duas irmãs, com personalidades completamente diferentes, lhe redeu três prêmios e reconhecimento internacional.

No cinema é mais do que costume vermos atores interpretando vários papéis em um mesmo filme. Eddie Murphy é o rei de interpretar múltiplos papéis de uma vez. Em Um Príncipe Em NY, o ator interpreta quatro personagens. Já em O Professor Aloprado, o ator deu vida a nada menos do que seis personagens, sempre contando com próteses e bastante maquiagem para incorporar os diferentes papéis. Na categoria “gêmeos” já tivemos alguns atores encarando o desafio. Jeremy Irons interpretou os gêmeos Beverly e Elliot no filme Gêmeos, Mórbida Semelhança, Nicholas Cage recebeu indicação ao Oscar, Globo de Ouro e Bafta e mais nove prêmios por sua interpretação de Charlie e Donald Kaufman, no filme Adaptação. Armie Hammer deu vida aos irmãos Cameron e Tyler Winklevoss no longa A Rede Social, sobre a criação do Facebook.

O ano passado marcou, não só a volta do diretor M. Night Shyamalan ao sucesso, como também destacou a ótima interpretação de James McAvoy no filme Fragmentado. McAvoy interpreta Kevin, um homem que sofre de transtorno de dissociativo de personalidade e possui 23 personalidades. Ao longo do filme, oito delas aparecem, e cada uma é representada por uma mudança de postura, comportamento e expressão facial. Fica aí a recomendação!

No mundo das séries, a lista é longa. Hoje vamos conhecer alguns dos destaques. 

Dylan O’Brien – Stiles e Nogitsune em Teen Wolf

Durante a segunda metade da terceira temporada de Teen Wolf, Dylan O’Brien encarou o desafio de encarnar o lado obscuro de Stiles. Durante vários episódios, o melhor amigo de Scott deixou o os amigos achando que ele estava mudando de lado, ou pior, sucumbindo à mesma doença mental que tirou a vida de sua mãe. Finalmente a verdade foi revelada: Stiles foi possuído por um Nogitsune, uma manifestação espiritual com o único objetivo de criar ilusões, caos e destruição.

Contando apenas com uma maquiagem leve para ressaltar as olheiras do Nogitsune, coube a O’Brien diferenciar os dois personagens usando apenas uma mudança de postura e impostação de voz. Cinco, das seis temporadas de Teen Wolf estão disponíveis na Netflix.

 

Yael Grobglas – Petra e Anezka em Jane The Virgin

Desde o início Jane The Virgin brinca com todos os clichês das novelas mexicanas, então, já era de se esperar que o trunfo da “gêmea perdida” logo fosse surgir na trama. Mesmo assim, a chegada de Anezka, na metade da segunda temporada, foi surpreendente. Primeiro por acharmos que Petra estava abandonando as filhas pequenas e fugindo pra sempre. Quando esse mal entendido foi resolvido, levamos outro baque ao conhecermos (junto com Petra) Anezka e o porquê da jovem ter crescido sozinha na República Checa. No entanto, o baque mesmo veio na season finale da segunda temporada, numa reviravolta digna dos melhores novelões mexicanos, Anezka, finalmente, mostra ao público a que veio.

Enquanto Petra é confiante, imponente e exuberante, Anezka tem uma postura mais retraída, acanhada e conta com um pesado sotaque de sua terra natal. Belo trabalho de interpretação da atriz Yael Grobglas. As duas primeiras temporadas de Jane The Virgin estão disponíveis na Netflix.

Nina Dobrev – Elena, Katherine e Amara em The Vampire Diaries

Na primeira vez que Damon coloca os olhos em Elena, ele acredita ter encontrado a mulher que ele procurava há anos. Mas logo a voz doce e postura inocente da moça mostram que aquela não é Katherine Pierce, e sim sua doppelgänger. E a partir daí a trama de The Vampire Diaries é criada. Enquanto Elena é sensível e carinhosa, Katherine é manipuladora, sedutora e completamente desprovida de moral. E por mais que Elena e Katherine sejam a mesma pessoa, as diferenças entre as duas são gritantes, tanto fisicamente, quanto na personalidade.

E depois de interpretar duas personagens ao longo de quatro temporadas, Nina Dobrev encarou o desafio de interpretar uma terceira personagem. Amara, a matriz das duplicatas. Em uma cena do sétimo episódio da quinta temporada, podemos ver as três juntas, em um dos pontos altos da interpretação de Nina Dobrev. Sete, das oito temporadas de The Vampire Diaries estão disponíveis na Netflix.

Toni Collette – Tara, T, Alice, Buck, Gimme, Shoshana, Franguinha em United States of Tara

Lá em cima da coluna eu falei sobre Fragmentado e a bela atuação de James McAvoy ao interpretar as várias personalidades de Kevin. Bem, numa pegada bem mais leve que o suspense de McAvoy, a “dramédia” United States of Tara mostra uma mulher (Tara), que após um evento traumático do passado, desenvolve um transtorno de dissociativo de personalidade. Casada e com dois filhos adolescentes, Tara e sua família precisam viver com os episódios de Tara e as manifestação de suas múltiplas personalidades, entre elas a perfeita dona de casa Alice, a adolescente T e o veterano de guerra Buck.

Mais do que merecidamente, Collette ganhou um Emmy e um Globo de Ouro por seu trabalho na série. United States of Tara teve três temporadas, mas, infelizmente, só está disponível no Hulu.

Tatiana Maslany – Sarah, Beth, Alison, Cosima, Helena, Rachel, Krystal, Tony, Katja, Jennifer, MK – Orphan Black

E por último, mas não menos importante, a maravilhosa Tatiana Maslany! Logo nos primeiros minutos de Orphan Black, somos apresentados à Sarah, que acaba testemunhando o suicídio de uma mulher com aparência idêntica a dela. Ao conhecer mais sobre a vida da mulher, Sarah descobre que Beth não é a única com o rosto igual ao seu, na verdade, existem vários clones espalhados pelo mundo, incluindo a dona de casa Alison, a cientista Cosima e a psicótica Helena, além da executiva Rachel, que parece estar envolvida em toda a trama.

Tatiana recebeu impressionantes 39 indicações a diversos prêmios por sua interpretação, ganhando um total de 21 estatuetas, entre elas, um Emmy e dois Critic’s Awards. Orphan Black tem um total de cinco temporadas, e todas estão disponíveis na Netflix.

Então, concorda com a nossa lista? Ficou faltando algum ator? Deixe seu comentário!